CN

Pesquisar

CHAPADA: BR-242, DNIT anuncia licitação para área de escape na Serra da Mangabeira de R$ 3 Milhões; Para Seabra, estudos para quebra-molas e placas

FOTO: Divulgação/Chapada News

A Engenheira do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Cris, trouxe novidades em relação à BR-242, no perímetro da Chapada Diamantina. O DNIT fará uma área de escape na Serra da Mangabeira. Mais de R$ 3 Milhões de reais, com licitação a ser realizada no dia 14 de fevereiro de 2023. Toda a informação ocorreu em decorrência da reunião organizada pela Associação Comercial de Seabra (ACISE), entre entidades e autoridades da cidade para discutir soluções para a Travessia Urbana da BR-242 em Seabra, ocorrida nesta quarta-feira (1).

Segundo a Engenheira, a reunião foi altamente importante e coube ao DNIT, nesse primeiro momento, executar um estudo para viabilidade de implantação, dentro da lei, de ondulações transversais (quebra-molas) e incremento de placas de sinalização, para dar mais visibilidade e melhorar a segurança da via.

“A solução definitiva, é um contorno. Não é admissível que uma frota dessa, de veículos de carga, que representa mais de 60% do tráfego da via, passe dentro de uma cidade desse tamanho. Mas contorno é uma obra de grande porte. É um sonho que pode tornar realidade, mas não é para agora. Vamos vir aqui para a realidade dos fatos e do dinheiro. Agora faremos o estudo”, esclarece Cris.

Segundo a engenheira a mobilização do DNIT vem ocorrendo desde novembro do ano passado, devido aos registros de morte na BR-242. E apresentou três aspectos a serem observados.

Primeiro aspecto – Área de escape da Serra da Mangabeira, no trecho sinuoso de 8 km. Vale ressaltar que  este trecho fica já de outro município e não dentro dos limites do município de Seabra, porém, dentro da Chapada Diamantina. A licitação será dia 14 de fevereiro, às 10h. Valor de R$ 3 Milhões de Reais, conseguido através de emenda parlamentar. Projeto desenvolvido pelo DNIT. Será a primeira área de escape em Rodovia Federal dentro do estado da Bahia. Promete ser uma revolução nesse trecho de estrada.

Segundo aspecto – Em Seabra, está para ser iniciado “Estudo de melhoramento da BR-242, na Travessia Urbana de Seabra”, bem detalhado, com levantamento técnico de topografia e estudo hidrológico, devido às chuvas e escoamento das águas pelas vias e pontes além de assoreamento do rio. Todos esses problemas vão ter solução através desse estudo de melhoramento da BR-242, na Travessia Urbana de Seabra.

Terceiro aspecto – Também vai ocorrer, paralelamente, a atuação de empresa já contrata, por licitação, que irá realizar a revitalização completa da BR-242, desde seu início no entroncamento da BR-116, em Paraguaçu, até o final, implantando placas mais seguras, placas maiores, enormes, que darão uma visibilidade muito maior e melhor segurança da via.

A Engenheira chamou a população para participar dos processos, a fim que o DNIT possa chegar mais rápido nos problemas. Conclamou a sociedade a reclamar, sugerir, unir e buscar o órgão, inclusive via canal de comunicação: ouvidoria@dnit.gov.br.

“A responsabilidade das obras é do DNIT, mas contamos com a mobilização de todos da cidade, de todas as pessoas que conhecem os problemas mais de perto. Um exemplo é que hoje alguém falou que tem o bairro União, que não está relatado no laudo pericial de acidente de transito da PRF. A população deve cobrar, participar”, frisou Cris.

Uma dúvida surgiu
Diante da informação sobre a área de escape da Serra da Mangabeira, no valor de mais de R$ 3 milhões, com licitação para 14 de fevereiro, surgiu a dúvida gigantesca, que deixou a população alvoroçada. Teremos duas áreas de escape, uma da Serra da Mangabeira e outra no mesmo valor, no entroncamento de Seabra (na Travessia Urbana da BR-242 em Seabra), como foi anunciado nesta terça-feira (31), pelo deputado federal Cláudio Cajado? A população quer acreditar que sim, que serão duas obras.

Porém, as informações parecem ter sido um ruído na comunicação, ou mal uso das palavras do deputado, ao dizer “no entroncamento de Seabra”,  pois o instrumento mencionado pela técnica do DNIT, teria o mesmo valor, a mesma data para licitação (fevereiro) e mesma data para tomada de preço (Abril), e lá cita “área de escape da BR-242, no KM 475,6 ( e não cita Travessia Urbana da BR-242 em Seabra, nome oficial dado aos trechos de BR’s que cortam cidades).

É preciso muita mobilização, cobrança e acompanhamento. Veja entrevista na íntegra, com detalhes e mais informações no vídeo abaixo, em entrevista concedida ao Jornal do Meio-Dia, da Radio Nova Web Seabra, nesta quarta-feira (01).

Chapada News

Compartilhe

POSTS RELACIONADOS

plugins premium WordPress Pular para o conteúdo