CN

Pesquisar

Avião de pequeno porte faz pouso de emergência em aeroporto desativado no sudoeste baiano

Um avião de pequeno porte fez um pouso de emergência no Aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo, em Vitória da Conquista, cidade do sudoeste da Bahia, por causa de uma pane elétrica durante o voo. Segundo a Polícia Militar, os ocupantes da aeronave não ficaram feridas.

O caso aconteceu na terça-feira (19), no terminal aéreo que está desativado desde 2019, quando foi inaugurado o Aeroporto Glauber Rocha. A aeronave saiu da cidade de Feira de Santana, com destino a Vitória da Conquista – cerca de 400 km distante.

De acordo com a Polícia Militar, após o pouso de emergência, as pessoas que estavam no avião deixaram o local em uma caminhonete sob restrição judiciária. O veículo teve acesso ao aeroporto através da entrada do Batalhão do Corpo de Bombeiros, que fica perto do terminal e estava com o portão aberto.

Diante das suspeitas por causa da restrição do veículo, equipes da 77ª e 78ª Companhias Independentes da Polícia Militar (CIPM), Rondas Especiais (Rondesp) e Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Sudoeste fizeram rondas na região em busca dos ocupantes da caminhonete.

Avião de pequeno porte faz pouso de emergência em aeroporto desativado após pane elétrica no sudoeste da Bahia — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Avião de pequeno porte faz pouso de emergência em aeroporto desativado após pane elétrica no sudoeste da Bahia — Foto: Divulgação/Polícia Militar

Cerca de duas horas após o pouso, os ocupantes da caminhonete retornaram ao aeroporto. Conforme informou a PM, o grupo explicou que deixou o local para almoçar e transportar as pessoas que estavam na aeronave, pois elas tinham outros compromissos.

Por causa da restrição judiciária, os ocupantes da caminhonete foram levados para a delegacia, onde prestaram depoimento. Não há detalhes do eles disseram à polícia, nem se eles foram presos ou liberados.

Ainda por causa da irregularidade encontrada no veículo, equipes da Polícia Federal fizeram uma análise na aeronave, mas não encontraram evidências de atividades ilícitas no avião.

A Polícia Militar informou que instruiu os responsáveis pela aeronave a providenciar serviços de segurança particular até que a perícia pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) fosse concluída.

Em nota, a Concessionária do Aeroporto de Vitória da Conquista informou que o avião tinha pouso previsto no Aeroporto Glauber Rocha, mas aterrissou em outra localidade. A situação passa por investigação do CENIPA.

Quedas de aviões

Avião caiu na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia — Foto: Redes sociais

Avião caiu na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia — Foto: Redes sociais

A Bahia registrou duas quedas de aviões com quatro pessoas mortas em março deste ano. O primeiro caso aconteceu no dia 2, quando três pessoas morreram na cidade de Barreiras, no oeste do estado.

As vítimas foram identificadas como o pai e o filho Jackson Bomfim e Matheus Bransford, além de Lucas Santana.

Vítimas de acidente de avião na Bahia — Foto: TV Globo

Vítimas de acidente de avião na Bahia — Foto: TV Globo

Já no dia 14 de março, um piloto morreu após a queda de um avião de pequeno porte em um trecho da BR-110, na zona rural de São Sebastião do Passé, cidade do interior do estado. O piloto do Seneca PT-REY, identificado como Jairo Souza, estava sozinho na aeronave.

Jairo Souza, piloto de Caruaru, morreu após queda de avião na Bahia — Foto: Arquivo pessoal

Jairo Souza, piloto de Caruaru, morreu após queda de avião na Bahia — Foto: Arquivo pessoal

A queda de um avião na zona rural de São Sebastião do Passé foi o 52º acidente aéreo registrado na Bahia nos últimos 10 anos. Desse total, 10 ocorrências foram fatais, com 18 mortes. O dado consta no Painel Sipaer, ferramenta online do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que permite a visualização de dados sobre as ocorrências aeronáuticas da Aviação Civil Brasileira.

De acordo com o Comando da Aeronáutica, as informações são atualizadas diariamente. O balanço dos últimos 10 anos, dois meses e 15 dias foi consultado pelo G1. Até o momento, não se sabe as causas nem circunstâncias dos últimos dois acidentes, que são investigados pelo CENIPA.

Com informações do portal G1

Compartilhe

POSTS RELACIONADOS

plugins premium WordPress Pular para o conteúdo