CN

Pesquisar

Bahia vence o Maranhão e garante liderança da Copa do Nordeste

Tricolor jogou melhor, mas viu o goleiro rival roubar a cena; placar de 1×0 foi garantido com gol contra

Ninguém alcança o Bahia na fase de grupos da Copa do Nordeste. Com uma rodada de antecedência, o tricolor garantiu a liderança absoluta do regional. Já classificado para as quartas de final, o time azul, vermelho e branco venceu o Maranhão e assegurou também a vantagem de fazer em casa o jogo único da etapa mata-mata.

Apesar de ter sido superior durante toda a partida disputada na Fonte Nova, neste domingo (24), o Bahia conquistou o placar de 1×0 com contribuição adversária. Pedro Gustavo marcou contra no início do segundo tempo, após boa jogada entre Jean Lucas e Ademir. O placar simples não foi definido por falta de oportunidades. Moisés, goleiro do Maranhão, fechou as traves e roubou a cena. O time comandado por Rogério Ceni aumentou a série invicta para 10 jogos.

Diante do Maranhão, o Bahia não contou com Rezende, suspenso, além de Cauly e Everaldo, poupados. Luciano Juba, Biel e Estupiñán ganharam oportunidade no time titular e ajudaram o time a se consolidar no topo do Grupo B, com 18 pontos. A derrota fez a equipe maranhense sair do G4 do Grupo A. Com 11 pontos, agora é a 6ª colocada.

O Bahia já volta a campo na quarta-feira (27), às 21h30, contra o Botafogo-PB, no estádio Almeidão, em João Pessoa, na Paraíba, pela rodada derradeira da fase de grupos da Copa do Nordeste. Vai jogar apenas para cumprir tabela. 

O JOGO

A primeira chance de gol do jogo aconteceu aos 17 minutos e foi protagonizada pelo Bahia. Biel cobrou escanteio e o cabeceio de Kanu fez a redonda tirar tinta da trave. Foram logo três oportunidades de uma vez para o tricolor. Everton Ribeiro trabalhou bem a bola e a deixou com Biel, que bateu no canto e chamou o goleiro Moisés para a partida. Depois, Jean Lucas bateu colocado de fora da área e exigiu outra boa defesa do jogador do Maranhão.

O Bahia voltou a ter nova chance efetiva de gol nos minutos finais do primeiro tempo, quando Jean Lucas, com categoria, tirou dois defensores da jogada e deixou Biel em ótima condição dentro da área, mas o atacante não bateu bem e facilitou a defesa de Moisés.

A única chance de gol do Maranhão foi registrada aos 40 minutos. Após vacilo de Luciano Juba na defesa, Rafael Teixeira ganhou a bola de presente e saiu cara a cara com Marcos Felipe, mas chutou mal e o goleiro tricolor fez a defesa sem titubear.

Nos acréscimos, o Bahia fez mais uma boa investida e novamente Moisés roubou a cena. Gilberto cruzou bem e encontrou Thaciano dentro da área. O camisa 16 subiu sozinho e usou a cabeça como manda a cartilha. A bola rápida para baixo, no entanto, parou nas mãos do goleiro do Maranhão e o jogo seguiu para o intervalo sem alteração no placar.

O gol estava reservado para o segundo tempo e ele não demorou a sair. O Bahia abriu o placar aos 15 minutos, com ajuda adversária. Jean Lucas deu um belo passe em profundidade para Ademir. Novidade vinda do banco de reservas, o atacante cruzou para a pequena área e viu Pedro Gustavo desviar contra a própria meta: 1×0.

Dessa vez, o goleiro Moisés não teve nenhuma chance de evitar o gol tricolor. Pouco antes, ele fez grande defesa e impediu um tento que seria comemorado por Estupiñán.

Completamente na defesa no primeiro tempo, o Maranhão tentou sair para o jogo em algumas oportunidades após sofrer o gol e teve chances com Ronald Camarão e Felipe Cruz. O Bahia também chegou com perigo com Estupiñán, Yago Felipe e Ademir, mas nenhum deles alterou o placar: 1×0 no telão da Fonte Nova.

FICHA TÉCNICA

Bahia 1×0 Maranhão – 7ª rodada da Copa do Nordeste

Bahia: Marcos Felipe, Gilberto (Ademir), Kanu, Victor Cuesta e Luciano Juba; Jean Lucas (Caio Roque), Caio Alexandre (Yago Felipe) e Everton Ribeiro; Biel, Thaciano (Rafael Ratão) e Estupiñán (Marcos Victor). Técnico: Rogério Ceni.

Maranhão: Moisés, Franklin, Pedro Gustavo, Maicon e André Radija (Hugo Leonardo); Cavi (Denílson), Pedro Guilherme (Felipe Cruz), Ronald Camarão (Kessinho), Adeílson Maranhão e Vinícius Barata; Rafael Teixeira (Alison Araçoiaba). Técnico: Zé Augusto.

Local: Fonte Nova

Gols: Pedro Gustavo (contra), aos 15 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos: Biel e Yago Felipe; Moisés

Público (pagante): 22.841

Renda: R$ 603.939,00

Arbitragem: José Magno Teixeira do Nascimento, auxiliado por João Henrique Queiroz da Silva e Francisco de Assis da Hora (trio do Rio Grande do Norte).

Fonte : Correio | Letícia Martins / ECBahia

Compartilhe

POSTS RELACIONADOS

plugins premium WordPress Pular para o conteúdo